Acervo


O Museu da Imagem e do Som (MIS) do Paraná, criado em 06 de fevereiro de 1969, é o segundo mais antigo do país na área e detentor de um acervo com mais de um milhão de itens. Tem por finalidade resgatar, preservar e divulgar a memória do audiovisual paranaense.

Acervo de Imagens
A exemplo disso pode-se citar as coleções de imagens, como as fotografias de Guilherme Glück, que retratam o interior do Paraná, das décadas de 1920 a 1950, mostrando as famílias, casamentos, noivas e carnavais. Dario Vellozo traz as imagens do Instituto Neo-Pitagórico – Templo das Musas, nas primeiras décadas do século XX; a Coleção Palácio Iguaçu é o registro oficial dos inúmeros governos que presidiram as inaugurações, construções e viagens de 1950 até 2000. Outras coleções, como as de Jesus Santoro, Foto Brasil e Hermes Macedo, trazem um olhar específico sobre o cotidiano das pessoas do Paraná no século XX.

Acervo de Áudio
Depoimentos com personalidades locais e regionais foram registrados em diversos suportes, como fitas de áudio (rolo e cassete) e CDs, ao longo dos últimos trinta anos e integram o acervo de áudio do MIS.

Coleção Tridimensional
O MIS tem uma coleção de aproximadamente 600 exemplares de rádios, máquinas fotográficas, radiolas, radiofonos, projetores de filmes, gravadores de fitas cassete e fitas rolo, televisores, câmeras fotográficas, moviolas, projetores de filmes, entre outros, que permitem uma viagem no tempo e nas mudanças tecnológicas. Estes exemplares datam desde o século XIX até o final do século XXI.

O MIS guarda acervos em papel e outros suportes de artistas e compositores paranaenses como:
Recomendar esta página via e-mail: